TelaPq_01.jpg

1) Porque o relacionamento com as comunidades do entorno melhora.
Muitas vezes, grandes empresas se estabelecem em uma determinada área trazendo transtornos para a população. Uma maneira muito eficiente de diminuir essa insatisfação e conviver harmoniosamente com as comunidades é levar melhorias para elas. O voluntariado consegue "virar esse jogo" de forma muito natural pois proporciona transformações realmente positivas.

 
 
TelaPq_02.jpg

2) Porque os colaboradores aprimoram e revelam novas habilidades.
São os mesmos funcionários, mais produtividade é maior. Observar o desempenho de um colaborador se engajando em um programa de voluntariado é sempre uma grande oportunidade que a empresa tem de avaliá-lo, capacitá-lo e descobrir nele novas habilidades. Investir em Voluntariado Corporativo é uma forma natural de descobrir habilidades dos colaboradores e identificar novos líderes, além de desenvolver suas competências economizando parte da verba que seria destinada a treinamentos mais tradicionais.

 
 
TelaPq_03.jpg

3) Porque os colaboradores inseridos em programas de voluntariado são mais engajados.
Pesquisas mostram que os colaboradores que participam das ações voluntárias promovidas pela empresa são 16% mais engajados que os demais. Isso obviamente se reflete em resultados para as organizações. Funcionários mais produtivos geram lucros maiores.

 
 
TelaPq_04.jpg

4) Porque quanto maior a transformação social, maior é o poder de consumo. Quanto mais transformações benéficas a sociedade experimentar, maior será o seu potencial de consumo. A transformação social traz consigo melhorias na educação, saúde, entre outras áreas que ampliam o leque de possibilidades de cada indivíduo também na esfera financeira. Dentro do contexto do voluntariado, o colaborador se torna ativamente esse agente de transformação da sociedade e da humanidade como um todo e todos saem ganhando.

 
 
TelaPq_05.png

5) Porque a imagem da marca “ganha pontos” com seus clientes e com a sociedade.
Cada vez mais a sociedade vem se preocupando em optar por consumir produtos e contratar serviços de instituições que se importam com a Responsabilidade Social. Elas entendem que grandes empresas também podem contribuir para a construção de um mundo mais justo. Se a estratégia do negócio for alinhada ao voluntariado e colhem frutos muito positivos por conta dessa fusão.